Category Archives: Patchwork e Costura

Soninho de Bebê

Soninho de Bebê

IMG_20150918_102506961

 

Minha filha mais velha, Sophia, tem uma amiguinha que vai ganhar um irmãozinho!

Nós duas queríamos muito dar um presente especial para a mamãe e bebê.

Um presente feito. Sem querer desmerecer qualquer presente, um feito por nós mesmas, é muito mais especial que um comprado. Pelo prazer de fazer e de entregar.

Sempre tive vontade de fazer um soninho.

Nunca fiz nada para meninos. Oportunidade perfeita!

Passei o olho na internet, vi um modelo mais ou menos como eu queria e fiz minhas adaptações.

Mãe de segunda viagem, se é que posso falar assim, acho fundamental que o soninho tenha o travesseiro removível. Para poder lavar tanto o travesseiro quanto capa sempre que for necessário.

Clique aqui para ler o restante do post

Meu querido Frankenstein

Meu querido Frankenstein

Herman Munster

 

De volta ao trabalho com força total 🙂 ieiiii

Hoje vamos falar como unir pedaços e retalhos de manta acrílica ou enchimento do sanduíche do patchwork.

Nós que utilizamos bastante manta acrílica em nossos trabalhos, nos restam muitos pedaços e retalhos, em tamanhos e formas diferentes.

Se você é como eu, guarda cada pedaço. Venho fazendo isso por muito anos, até que me deparei com uma quantidade incrível. Fui forçada a tomar uma atitude. (a foto ilustra somente parte do que tenho guardado. Esses pedaços são basicamente tiras.)

Clique aqui para ler o restante do post

Enfeites de Natal

Enfeites de Natal

enfeite de natal

 

Um novo post com tutorial, você acredita? não nem eu!

Vida de mãe é muito boa, mas a gente fica meio que em segundo plano e fica mesmo. Faz parte, tudo que é bom na vida, da trabalho….

Minhas noites de costura não tem sido muito proveitosas, diria até que não tenho visto minha máquina ou nada mais à noite. A Olivia está com 7 meses, ela está lindal! Também está muito ativa, não tenho mais descansado durante o dia… Temos feito muitas atividades.

Num desses dias de sorte, de uma sonequinha mais longa, aprendi uma coisa muito legal. Quando estiver fazendo o flying geese, dá para aproveitar o excesso de tecido que usualmente seria cortado e jogado fora. Com esse pedacinho de tecido da para fazer muitas coisas. Guardei essa novidade para sempre.

Ontem assisti um dos novos videos do Missouri Star Quilt Company (se não conhece vale a pena conhecer), a Jenny Doan em algum momento teve uma grande idéia que ela chamou de momento “light bulb”.

Eu por minha vez, animadíssima querendo fazer logo alguma coisa com o que aprendi, tentei fazer descanço de copos, não me dei conta de que o tamanho não permitiria… Fiz um e tive que desfazer. Derrepente, “bang!” foi assim mesmo que falei. Lindos enfeites de Natal, que tal?

Quando fazemos um flying goose, temos um retângulo e dois quadrados, tenho um retângulo que mede 4 1/2” e dois quadrados que medem 2 1/2”. Existem algumas formas de fazer o flying geese, da forma como aprendi, nos quadrados trace uma linha diagonal à lápis. Posicione o quadrado no canto esquerdo do retângulo direcionando a linha traçada no tecido no canto de baixo, para o centro em cima, como na foto abaixo. Costure na linha. À partir da linha costurada, cortamos o excesso a 1/4”, passamos a ferro e repetimos o mesmo processo no outro lado.

A novidade que aprendi está no momento parte em que cortamos o excesso.

De uma olhada!

Clique aqui para ler o restante do post

Sawtooth Star

Sawtooth Star

Enquanto admirava algumas fotografias, encontrei essa foto preciosa.

star1

 

Me dei conta de que nunca terminei esse post.

Encontrei o post iniciado desde um pouco antes da Olivia nascer.

Depois de tanto tempo, alterei algumas coisas porque as novidades já foram contadas e o tempo ficou diferente, porém a satisfação continua grande, a Sophia adora seu quilt e está sempre grudadinha nele o que me deixa muito feliz.

Quiltei tudo à máquina fazendo “stitch in the ditch” ou “costura na vala”. Confesso que deu muito trabalho. Pode parecer uma técnica fácil porque a costura é reta, mas não é bem assim. Quiltando dessa maneira a gente tem que costurar na parte baixa da emenda entre as peças (na vala), com muita atenção em como as peças estão costuradas umas nas outras. A gente pode começar na parte de baixo e se continuar, em algum momento vai estar costurando na parte de cima. Além disso, nessa mudança de peça, tem que tomar muito cuidado para algulha não pular.

Outro detalhe muito importante, na foto abaixo da para ver bem, nesse trecho costurei um pouco onde não devia. Você consegue conviver com isso? Quanto a mim, confesso que nem sempre consigo aceitar, me incomoda um pouquinho dependendo da finalidade do quilt. Nesse em especial para a Sophia, não resisti, não podia ficar assim.

015

Na foto acima, preste atenção nas emendas, está bastante claro a parte de baixo e de cima.

Algumas máquinas de costura possuem um pé especial para o stich in the ditch, eu comprei para minha máquina e gostei muito, acho que ajuda bastante.

É muito boa a sensação de acabar um Quilt!

Beijo e até breve.

Alinhavar na máquina

Alinhavar na máquina

É possível?

Sim!

O alinhavo é um ponto temporário até que faça a costura definitiva. Ele permite que o tecido não saia do lugar. Se errar, terá a chance de acertar antes da costura definitiva.

Alinhavar as interseções de costura do patchwork na máquina não é perda de tempo, pelo contrário, poupa tempo e frustração, pode acreditar.

Quando comecei a aprender a fazer patchwork na máquina, de início achei mais difícil do que à mão, talvez porque eu também estava aprendendo a costurar na máquina… De qualquer forma, esse simples detalhe fez toda a diferença. Agora faz parte de mim!

Adoro poder fazer tudo o que for possível na minha máquina, inclusive alinhavar. Adoro!

Não tem mistério!

Um nine patch de 3” (cada quadrado) como exemplo, prepare as partes.

001

Clique aqui para ler o restante do post